O Lucro Real é um regime tributário que, na sua maioria, é utilizado por empresas corporativas ou multinacionais.

A tributação é calculada sobre o lucro líquido do período de apuração, considerando, tanto descontos como valores adicionais (receitas – despesas – custos, etc).

Para apurar esse valor, a empresa precisa saber corretamente, qual foi o lucro atingido para o cálculo do IRPJ (Imposto de Renda Pessoa Jurídica) e da CSLL (Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido).

Assim, os encargos diminuem ou aumentam de acordo com a apuração, e se houver prejuízos durante o ano, a empresa fica isenta do pagamento de impostos.

As alíquotas para pagar o Imposto de Renda sobre Pessoa Jurídica (IRPJ) são de 15% sobre o lucro e 10% sobre o adicional, caso ultrapasse o valor de R$ 20 mil por mês. Já a alíquota da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) é de 9% sobre o lucro real.

Importante saber que ambos os tributos incidem sobre o lucro líquido do período-base, antes da provisão para o Imposto de Renda (IR).

Existem ainda outros impostos, como PIS e COFINS. Você pode conferir mais informações abaixo.

PIS/PASEP

O recolhimento do Programa de Integração Social (PIS) tem a alíquota de 1,65% definida para empresas do lucro real.

Quando não se trata de uma empresa privada regida pela CLT e sim servidores públicos, esse imposto é chamado de Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PASEP).

COFINS

Assim como no PIS, a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS) também tem uma alíquota definida nesse regime.

O total é de 7,6% no regime não cumulativo. Importante destacar que é possível aproveitar os créditos para comprar mercadorias e serviços, por exemplo.

Geralmente essas são as alíquotas de PIS e COFINS para o lucro real, mas vale destacar que, em alguns casos, dependendo da atividade do negócio, a alíquota pode ser um pouco inferior, assim como acontece no lucro presumido. Ou seja, 0,65% no PIS e 3% para COFINS.

Atente-se que, no Lucro Real, a empresa é obrigada a apresentar à Receita Federal registros do sistema financeiro e contábil.

Para tirar suas dúvidas, entre em contato com nossa equipe, a Matos e Prudêncio Contabilidade pode verificar como sua empresa se encaixa nesse regime tributário.